sábado, 27 de agosto de 2011

Sem internet? O que eu faço agora? Me diz...


Isso não é uma piada, eu realmente estou sem sinal e descobri agora que não estou sozinha, pois toda a cidade tem o mesmo problema, parece egoísmo, mas saber que não sou a única me deu certo alívio, deve ter muita gente #&*@!%.

Minha primeira atitude quando estou sem internet é tentar configurar o modem e o roteador, coisa que aprendi sozinha a duras penas por conta de necessidade, pois aqui qualquer queda de energia desconfigura esses aparelhos e chamar um técnico em informática todas às vezes seriam uma despesa extra no orçamento, agora só chamo o técnico por motivos mais sérios.

Vamos à configuração então...

Preparo a parafernália de fios, tudo ok? Vamos começar...

Coloca CD, espera..., login, senha, espera...

Mensagem: aguarde 2 minutos para o modem reiniciar, Tô aguardando...

Mensagem: aguarde..., não diz quantos minutos, mas sem nada melhor para fazer eu aguardo com paciência.

Mensagem: aguardar 2 minutos para o modem gravar as configurações, Tô aguardando...afinal 2 minutos passam rápido.

Mensagem: aguarde enquanto testamos a sua conexão com a operadora.

Quase no fim... Agora é só esperar a última mensagem “seu modem foi configurado com sucesso” e voltar ao tão sonhado mundo virtual.

Mensagem: Não foi possível completar a operação, entre em contato com sua operadora.

Muita calma nessa hora, pois a pressa é inimiga da conexão.

Operadora??? Ligar para a OI de novo ??? Não acredito !!!! #&*@!%*&.

Uma voz interna me diz: Calma Andréa. Ou é isso ou nada.

Pensando bem... O dia tá chuvoso, cara feia mesmo! E eu aqui desconectada. Quer saber? Vou ligar...

Mais fios pelo caminho, pois, a tal operadora não aceita ligações de celular, tenho que trazer o telefone fixo pra perto.
Primeiro ponto positivo: É um 0800. Pelo menos isso né... é de graça.

Hora de encarar o trauma de fazer a dita ligação, quem não tem trauma de ligar para sua operadora que atire a primeira pedra.

Respiro fundo e tento manter a calma antes de iniciar o interrogatório que por experiência sei que é inevitável.

Digite 1 para sei lá o que... digite 2 para outra coisa qualquer... Digite o telefone... digite o CPF... (Aquela voz de novo: Calma Andréa...).

É claro que seria absurdo escrever aqui a conversinha rápida de 45 minutos, mas, depois de afirmar 20 vezes eu enfim convenci a moça de que eu já tinha feito todos os testes anteriores de ligar, desligar, põe fio, tira fio, login, senha... e fomos direto ao passo seguinte, Ufaaa....

CPF? Data de nascimento? Marca do modem? Só faltou perguntar a cor da minha calcinha. Mas eu já não tinha digitado o maldito CPF? Tá bom...sem querer complicar eu esqueço essa parte, afinal são normas da operadora.

Só nessa parte de me identificar lá se foram um 20 minutos.
Agora ela tem que me ajudar!!! Não é possível...

Se ela me ajudou? Sim e muito... Agora graças à simpática moça (coisa rara) da operadora eu ampliei os meus parcos conhecimentos e aprendi (ou quase) pra que servem alguns códigos e palavras como: IPCONFIG, Gateway Padrão IPv4, Servidor DNS IPv4, Ethernet. Pode ser que um dia eu volte a precisar da ajuda desses palavrões e por isso anotei todos eles aqui. Pretendo até fazer um caderno só pra isso, poderia relembrar os tempos de infância e encapar com um papel bem bonito e na capa escrever: “Só abrir em casos de emergência”. Vocês devem estar pensando porque eu sou do tempo do caderno, seria bem mais fácil o bloco de notas sei disso, mas, por experiência própria se o seu computador resolver surtar... adeus dados. Eu tinha... tinha no passado um arquivo com dicas para tentar entender os malditos códigos HTML, esse arquivo “foi pro saco” na formatação da semana passada. Entenderam o porquê do tal caderno? É mais seguro...

Depois de muito assunto veio a noticia que poderia ter sido dada no começo da ligação, mas, são normas da operadora...fazer o que?.

A moça disse: A cidade inteira esta sem internet, foi um blecaute no sistema. A senhora terá que esperar normalizar. Para ela era fim de papo...

Eu: (respirei fundo) Mas você não tem uma previsão?

A moça: A nossa previsão é que volte em torno das 15:45 horas.

Putzz... não poderia ser 13:00, 14:00 horas? Tinha que ser 15 mais 45? Isso é demais! fazer o que? Dependo da operadora...
Metade da manhã tentando configurar o modem + intervalo para almoço + 45 minutos de papo com a tal moça. E as horas passando... um tic tac, tic tac interminável.

Esperei passar a hora maldita das 15:45 e depois de algumas ligações fico sabendo que metade da cidade já tem a honra de estar conectada, e eu aqui...

Conclusão: Agora são 18:30, já é noite, e eu feito uma babaca escrevendo sobre o assunto.

2ª conclusão (mais importante): Por que raios eu perdi um dia inteiro? Sim... Passei o dia conectada no problema da falta de conexão.

Aquela voz interna que antes sussurrava agora gritou: 
VAI LER UM LIVRO! VAI FAZER ALGO MAIS ÚTIL!

Essa voz é sábia.

Respirei fundo e obedeci...


14 comentários:

  1. Amigas,

    Este negócio de ficar sem internet me da pânico em pensar rsrsrs,ja passei por todos estes processos, não é facil, rsrsrs,ai que agonia...

    Beijossss

    ResponderExcluir
  2. nessas horas amargas assim eu faço isso:
    celular como modem,chipizinho desses de 0,50
    apenas se usar (meu celular é um Nokia o qual
    já está configurado no PC com o Ovi Suite)...
    daí então não fico sem...
    vi esses queixume dela na sua página do Twitter!

    ResponderExcluir
  3. Bem feito! rsrsrsr
    Calma. É brincadeira. Mas é sério...
    Esta dependência pode nos fazer deixar de curtir coisas maravilhosas.
    Ler um bom livro. Ver um filme. Ir para a rua e apreciar as árvores e as pedras, e tantas outras coisas....Namorar...
    Beijo e bom domingo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Internauta do amor.

    Ri muito de você ter visto o meu queixume no twitter kkkkk
    A opção do celular é ótima mas, o meu celularzinho serve mesmo só para o básico. E na minha cidade o sinal de internet não é dos melhores, nem 3G resolveria muito nessa hora.
    Obrigada pela participação.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Oi Cecilia.

    Quem não passou por isso né?? Rsrsr.
    Dá uma agonia mesmo...e acabamos dando uma atenção exagerada pelo fato de estar sem a bendita internet por algumas horas.
    Um beijão.

    ResponderExcluir
  6. Oi querida Beth.

    Bem feito mesmo...e é sério kkkk.
    Resolvi escreve quando me percebi perdendo esse tempo precioso invocada e paralisada como se dessa conexão dependesse a minha vida, o meu dia...coisa de maluca rsrs.
    Fui mesmo ler um bom livro e isso acabou sendo ótimo.
    Obrigada pela participação.

    Um beijão e um ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  7. Olá minha querida amiga !!!!

    hahaha sei muuuito bem o que é isso !!
    Sexta-feira estava eu falando no skype com meu chefe sobre um problema seríssimo !! (detalhe que conseguir falar com ele é difícil, pois ele é ocupadíssimo !) bem no meio do assunto... estico meu pé e lá se vai o modem pro chão !! Ploft !!!! pronto, caiu conexão, caiu conversa, tudo !! E eu cheia de serviço pra fazer !!!
    Quando juntei o querido do chão, ele não voltava mais a à vida.... Pânico !!! eram 15 hs, eu não estava conseguindo ressucitá-lo e meu marido só chega lá pelas 21 !!!!!! Como eu ia viver sem internet até lá ??? kkkkkkk fora que quando voltasse eu ia ter que repor as horas de trabalho que faltavam...repor às 21hs da noite !!?? afffffffff já liguei de bico pro meu marido pedindo instruções, daí liguei pra minha mãe enviar um aviso ao meu chefe (pra ele não achar que sou displicente ou mal educada ao largá-lo falando sozinho... e mais brava fiquei com minha mãe rindo da minha desgraça kkkkkkk
    Bom, lá fui eu futucar, pois prefiro passar o dia futucando do que ligar pra operadora, porque da última vez só faltou mandar eu plantar bananeira e não deu certo....
    1 h futucando e consegui ressucitar o meu amado roteador e o modem :) eeeeeeeeeee
    Que sufoco !!! e acho que vou aderir ao caderno, pois sei lá o que eu fiz na hora da raiva que acabei perdendo também uns dados do relatório diário que faço no trabalho....
    aiai... fiquei pensando agora ao ler seu texto, estamos agindo feito dependentes químicas kkkkkkk
    Mas fazer o que né, trabalho com internet e meu blog também é meu lazer no fim do dia...
    é...acho que preciso comprar mais livros e entrar na Rehab hehehe

    Um beijãozão e bom domingo !

    ResponderExcluir
  8. "Muita calma nessa hora, pois a pressa é inimiga da conexão".
    Esta frase é ótima,...e verdadeira, rs.

    ResponderExcluir
  9. Rir muito com a historinha da Andréa!
    Antes eu só faltava me descabelar quando perdia a conexão, fazia o mesmo processo que ela, e no final ouvia essa resposta: " tem que aguardar" Só faltava morrer de raiva e queria quebrar até o computador. Maldito vício! E isso ocorre com todos os seres dependentes da Oi ( ordinária internet)

    Hoje, graças a Deus, podemos escolher outras operadoras, mini modem, um wi-fi livre do vizinho, etc.
    Mas, agora eu obedeço a voz da sabedoria, quando a internet cai, é sinal de que você está muito tempo na internet e precisava sair para fazer algo mais útil. E eu obedeço! E melhor, estou fazendo isso sem precisar perder a conexão e o resultado é maravilhoso! Se cair e voltar, ás vezes eu nem vejo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Andréia,

    Delicioso relato seu e, creio, seja o caso de 99,9% dos internautas, alguma vez passar por tormentos com conexões! rsrsrs
    Apesar da tecnologia tão avançada, ainda esbarramos com burocracias, o que só nos atrapalham...
    Amei o acabamento final de sua crônica ( fantástico!) da conclusão sábia que nossa consciência sempre nos concede , embora pouco a ouçamos: "Vá ler um livro!" kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Ainda bem que, ultimamente, com ou sem internet, retornei ao meu hábito antigo e útil de ler ficções.
    Atualmente estou agarrada a Frank G. Slaughter e não largo! rsrsrs

    Beijos, amiga!
    Estou embevecida pelo seu texto envolvente!

    Mary:)

    ResponderExcluir
  11. Olá grande Sam.

    Ri muito de você agora...entrar na Rehab até que não é má idéia kkkkk.
    Olha que eu já melhorei bastante da minha neura, e diferente de você não trabalho na internet mas, mesmo assim eu fico louca quanto a essas maluquices de operadora. Eu fico futucando também e já ressucitei algumas vezes esses danados mas nesse dia não teve jeito, era a cidade inteira com mesmo problema e eu passei o dia estressada com a tal da internet, feito dependente química mesmo kkkkkk.
    Recomendo que você volte ao tempo do caderninho...eu faço isso, sem querer a gente acaba registrando tudinho no computador e esquece que essa maquininha as vezes nos pregam peças e aí não tem volta minha amiga.

    Um enorme beijo, do tamanho do seu coração.

    ResponderExcluir
  12. Oi Lenildo.

    Essa frase é de um poeminha muito divertido, lembro agora de outras:

    Quem semeia e-mails, colhe spam.
    Vão-se os arquivos, ficam os back-ups.
    Quem envia o que quer, recebe o que não quer.
    Quando um não quer, dois não teclam.
    Quando a esmola é demais, o santo desconfia que tem vírus anexado.

    Um abraço e obrigada pela visita e participação.

    ResponderExcluir
  13. Oi Isa.

    Você riu com a minha história e eu ri agora com a “ordinária internet” kkkkkk, essa eu não conhecia.
    Vou lhe contar uma coisa que é difícil acreditar rsrsrs, mas eu moro em uma cidade que não me permite opções...aqui é OI ou Oi, posso ate comprar um 3G mas o sinal dele é péssimo. Tem gente que não acredita quando digo isso, mas, é a pura verdade...
    Também gosto muito de ler, e concordo que essa dependência é ruim mas nesse dia eu pirei mesmo kkkkkkk, e demorei para ouvir a voz da sabedoria.

    Um beijão.

    ResponderExcluir
  14. Oi Mary.

    Legal que você gostou, obrigada pelo elogio.
    Pois é...todo o internauta sabe o que é passar por isso, e eu fico pensando em quem trabalha e depende dessa maldita conexão.
    Acho que o problema está mesmo no avanço da tecnologia e as operadoras despreparadas (no meu caso a OI) para suprir essa demanda, aí não dá outra... aumentam a burocracia para ganhar tempo e o maior prejudicado sempre é o consumidor.
    Essa sábia voz nem sempre aparece como nesse dia kkkkkkkk, mas com certeza a melhor e mais saudável opção é a leitura.

    Um beijão querida.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós.
Participe.