sábado, 26 de março de 2011

Você acredita que tudo acaba após a morte?

Ao longo de minha vida tenho tido muita dificuldade para acreditar que tudo acabe.
Simplesmente uso a lógica e a observação, a intuição e o bom senso.                    
Vamos raciocinar juntos!
Muitas vezes usamos a expressão “Nada se perde tudo se transforma”, e podemos pela observação assistir a mutação, por exemplo, da água. A água evapora, vai para a atmosfera e retorna, como chuva, a sua forma liquida. Ela também pode ser vapor e depois virar liquida e após solida como o gelo. Pensando desta forma poderíamos dizer que o vapor morreu, renasceu liquido, tornou a morrer e renasceu sólido? Ela não se perdeu apenas se transformou?

Outra observação que fiz e que me auxiliam nesta reflexão é a seguinte. Tenho em casa uma lâmpada acesa que só pode emitir luz recebendo energia. Um dia ela queima e apaga, apesar de continuar recebendo a mesma energia. Compro uma nova lâmpada, coloco no mesmo lugar da antiga, e ela vai ascender. A energia continua a mesma, apenas a lâmpada é que morreu e mudou de forma, podendo ser quebrada, sucateada, etc. Se transformou. O mesmo acontece com televisores, computadores, equipamentos elétricos em geral.

Eu já tive a experiência por duas vezes de acompanhar o momento exato da morte de dois familiares e um deles em meus braços. Foi impressionante sentir como eles perderam a capacidade de responder a energia que lhes fazia viver. Foi como se tivessem sido desconectados da tomada. Pode até parecer que afetivamente fiquei indiferente a estas perdas por estar fazendo este tipo de relato, mas ao contrario foi um momento de muita emoção em que senti tristeza pela morte deles e ao mesmo tempo uma sensação de conforto e paz, pois estavam sofrendo e foram libertados. Seus corpos foram com o passar do tempo se decompondo se transformando. Mas, e a energia que eles possuíam? Aquela centelha de luz que lhes permitia movimento, emoções, desejos, pensamentos?

Tanto um quanto o outro foram criados a partir de duas fontes, um ovulo e um espermatozóide. E até então não existiam. A partir da fecundação passaram a existir e experimentar muitas mortes ou transformações ao longo de suas vidas. Morreram enquanto fetos e renasceram como bebes, depois morreram como bebes e renasceram como crianças e sucessivamente como pré-adolescentes, adolescentes, jovens, adultos, maduros, velhos e mortos, como estavam antes da fecundação.

E eu poderia saturá-los com mais alguns milhões de exemplos, que penso devem estar passando pelo pensamento de vocês.
E a partir desta reflexão pergunto? TUDO ACABA COM A MORTE?
Será que tudo acabou ou mudamos de endereço?
Se estou viajando, como agora, estarei morta em minha casa e viva aqui? Quando retornar estarei morta aqui e viva lá?
Se vivermos o aqui e o agora, que é nossa realidade no momento, não podemos estar em outro lugar.
E então me dirão: Mas como pode ser assim se nosso pensamento, afeto e coração estão em casa?
Ah! Então teremos outra questão a formular. O corpo esta aqui, mas nossa energia pode viajar em nossos pensamentos, sentimentos, lembranças, saudades, etc.?

Não me considero adepta a qualquer religião ou seita apenas sei que sou uma pessoa espiritualista que acredita nos valores que contemplam o amor, o respeito, a igualdade, a justiça... E acredito que a vida, a luz que nos alimente e nos move continuam em constante movimento. Que somos apenas uma partícula deste imenso universo do qual fazemos parte e sempre faremos.
E você? Qual sua opinião sobre este tema tão polêmico?
Estarei equivocada ao formular a morte desta forma?


71 comentários:

  1. Oi Andrea, como uma cristã evangélica que sou, esse nome é mais conhecida entre as pessoas , tenho a Bíblia como a minha base de conduta e fé, não acredito que tudo acaba aqui. Creio que quando os homens morrerem ficam aguardamos a Volta de Jesus Cristo no qual vira para julgar os vivos e os mortos. creio na ressurreição dos mortos, para a vida eterna, seja ela com Deus ou não. Creio que é nos dado a oportunidade de escolher enquanto estamos vivos, assim como Adão teve a oportunidade de escolher entre as duas arvores que foi colocada no jardim do Éden, hoje pelos ensinamento da Palavra de Deus temos a mesma oportunidade e só ler a Bíblia. Na bíblia tem varias referencias sobre a vida eterna
    Esses versículo define o que falei:

    Hebreus 6: 18 Ele nos deu tanto sua promessa como seu juramento, duas coisas em que podemos confiar-nos inteiramente, pois é impossível Deus dizer uma mentira.

    O JUSTO VIVERÁ PELA FÉ." Gálatas 3.11.

    Aceitar a bíblia e o que Ela diz é um ato de fé!!!


    Amiga te desejo um bom fim de semana,!!!

    ResponderExcluir
  2. Você tem razão quanto a expressar nossa vitalide como uma luz,uma energia... só que nós sabemos muito bem que luz e que energia é essa. Afinal não somos frutos do acaso e nem de misteriosa origem viemos.
    Existiu um profeta no passado chamado Daniel, que teve a seguinte visão:"Enquanto eu olhava, tronos foram colocados, e um ancião se assentou. Sua veste era branca como a neve; o cabelo era branco como a lã. Seu trono era envolto em fogo, e as rodas do trono estavam em chamas. De diante dele, saía um rio de fogo. Milhares de milhares o serviam; milhões e milhões estavam diante dele. O tribunal iniciou o julgamento, e os livros foram abertos. Daniel 7:9-10.
    Toda luz e toda energia que não provém de Deus é falha e insuficiente para nos iluminar e nos mover.
    Você é privilegiada por essas experiencias.

    ResponderExcluir
  3. Irismar que maravilha teu comentário pois expressa exatamente o que na própria Bíblia conhecemos como o livre arbítrio. A beleza da vida é sermos diferentes, e até termos convicções diferentes mas todos concordamos que existe um depois e que este depois será a soma do hoje. Independente de qualquer convicção religiosa sabemos que devemos respeitar as pessoas, ama-las, compreende-las e conhece-las entes de jogarmos qualquer pedra. Pois só Deus tem o poder e a compaixão para saber o que esta acontecendo no interior de alguem, e que o externo é apenas uma carapaça que muitas pessoas usam para se protegerem por estarem se sentindo abandonadas e desamadas. Obrigada por tua contribuição e um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Acredito que estamos sempre em constante caminhada, não importa a dimensão.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Querido Francisco obrigada por dizer que sou privilegiada, mas você também o é. Mas temos irmãos com dificuldade para sentirem a origem da luz e que vivem de forma automática, desesperançada e triste. E sempre que podemos devemos utilizar nosso tempo e espaço para auxiliar nas reflexões e conclusões individuais. Assim ajudamos, como pais zelosos, que cada criança siga seu destino e viva suas experiências. Fornecemos as ferramentas, mas eles é que precisam realizar as construções . Obrigada por tua contribuição e seguindo em união de propósitos amorosos e humanitários, além da compreensão, conseguiremos disseminar a esperança.Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Oi querida Malu. Em poucas palavras expressastes um dos grandes fundamentos da vida. A constante transformação. Beijos e obrigada pela participação.

    ResponderExcluir
  7. Olha... o dia acaba, mas não é uma "noitezinha" qualquer que vai apagar o sol; muito menos as outras bilhões e trilhões de estrelas espaço infinito adentro... Portanto, e por içço mermo, é pequenez humana, achar que a Vida acaba quando o corpo se vai... Venha cá, me dê suas mãos; receba meu abraço e, saiba agora, que somos eternos...

    ResponderExcluir
  8. Curto e certeiro. Muito boa a sua reflexão. Muitas vezes me pergunto se não somos apenas uma pequena célula dentro de um corpo maior. Enfim, este é um tema que desperta a paixão e uma necessidade para pensar sobre nossos valores. Um abraço e apreciemos a eternidade como irmãos e torcendo para que o mundo desista desta guerra insana. Obrigada pelo comentário.

    ResponderExcluir
  9. Amiga como disse uma troca de endereço temporária,
    exatamente trocamos de endereço temporariamente para que possamos sim evoluir crescer com os erros cometidos aqui na terra e posterior voltarmos para nossos resgates, enfim indo e vindo até chegarmos a um grau de evolução superior.
    Abraço fraterno do seu Amigo e muito obrigado por linkar o Maus tratos ao idoso denuncie.
    Muita Luz em seu caminho.

    ResponderExcluir
  10. Querido Ricardo. Estava agora mesmo acompanhando os fatos e videos do "Maus tratos ao idoso denuncie" e é realmente chocante a forma desumana com que seu pai foi tratado. E tudo isto nos faz refletir ainda mais sobre como a humanidade está esquecida dos princípios básicos e do que representa realmente a palavra HUMANIDADE. Você não precisa agradecer ao link pois é nossa obrigação cuidar das crianças e dos idosos. Pois afinal, cada um de nós faz parte de um todo e não podemos esquecer o verdadeiro valor da vida e respeita-la.Um abraço fraterno e saiba que podes contar com nosso espaço para defender esta linda causa. Parabéns e um grande abraço para você, sua familia e seu pai.

    ResponderExcluir
  11. Olá menina Luz, teminha dificil este não é? Concordo que não acaba!!! Pronto, ja falei! Mas o mais impressionante é você, além do tema e do ótimo texto, eu falo de sua capacidade de mediar, seus comentários tinham tudo para se tornar uma guerra mas com leveza e bom senso você os levou na boa sempre indicando o ponto comum.
    Um GRANDE abraço menina,

    Obs. Já foi politica?

    ResponderExcluir
  12. Querido menino ademar, só fui política na vida e no dia a dia kkk. E obrigada pela avaliação que fazes pois demonstra que estou conseguindo levar a avante minha filosofia de que toda a forma de pensamento deve ser respeitada. Na verdade cada pessoa ve uma parte do todo e precisa flexibilidade para não pensar que viu tudo. E esta flexibilidade quanto esta faltando é que leva as pessoas a brigarem pela mesma coisa sem perceberem que juntando os pedaços terão a oportunidade de ver com mais amplitude e sabedoria. Um GRANDE abraço menino querido.

    ResponderExcluir
  13. Eu tive nos meus braços, os meus pais, no dia da morte deles. Um em um mês, o outro logo em seguida. Eu os senti morrendo, vi o corpo afrouxando, ainda falei, "vou sentir tanta saudade..." e aquela maquininha infernal fez --------. Peguei as minhas coisas e sai. Não tinha mais nada ali. Foi o que senti.
    Conto esta parte para dizer que antes disto acontecer, eu estava na minha casa (morávamos em cidades diferentes) e eu algo me impulsionou de tal forma, com tamanha força, que eu larguei os meus afazeres e corri em busca dos meus pais. Foi eu chegar que toda a coisa se desenrolou. E quando acabou, pude ver claramente, que fui chamada para estar lá. Sim, existiu algo para me fazer largar tudo, assim, do nada, e duas vezes! Não, querida, a gente não acaba!
    Confesso, após a morte deles, nunca mais deixei de pensar que não há nenhum sentido em acabar, ou que um Tudo se transforme em Nada. Nem no céu há vazio!
    E mesmo que o choro de saudade que tenho agora, ao relembrar daqueles dias, ainda posso sentir que, de uma forma que não sei explicar; eles não se exalaram em nada! É como se estivessem em outra dimensão, em outra vibração, entende? A mesma que me levou até eles, no dia que se foram, para que eu pudesse estar lá, ajudar... Beijá-los.
    A vida não teria sentido se não se transformasse em algo. Mesmo que este algo esteja muito longe da nossa compreensão.

    ResponderExcluir
  14. Querida amiga, nem tenho o que acrescentar a este teu desabafo sincero e profundo. Conseguistes descrever melhor do que eu em meu texto a sensação que se tem quando esta manifestações da divindade ou que quer que seja nos toca tão profundamente a ponto de lançar luz a uma compreensão difícil de explicar. Mas você consegui. Um grande abraço e obrigada por partilhar esta riqueza conosco.Beijos carinhosos.

    ResponderExcluir
  15. Olá, são muitas as expressões e impressões sobre a questão, isso é belo, considero, pois temos a liberdade e livre escolha, você decide por sí, cada um de nós pode fazê-lo quando e como quiser, a minha escolha é saber, ter ceteza por fé que uma dia estarei com o Senhor Jesus na glória onde lá estaremos eternamente sem medo, dor e outras aflições peretinentes aos seres humanos, mas o querido pode não concorda, porém já pensou se for verdade o que digo!!!???

    ResponderExcluir
  16. Olá Rangel que bom que colocastes esta questão de maneira tão clara e equilibrada. E fico feliz por teres esta tranqüilidade interior que só atingimos quando temos fé. E é disso que a humanidade precisa. Mais amor, mais fé, mais princípios e respeito pelo homem pela natureza e pelo Divino. Muita paz para você e um grande abraço.

    ResponderExcluir
  17. Texto muito bom, mas eu não tão esperançoso em acreditar que acontece alguma coisa a mais depois da morte, eu que assim que morremos, os órgãos param, o cérebro morre e perdemos a consciência. Não há nada além do nada, não tem sofrimento em um lugar em chamas ou salvação em um paraíso. Mas enfim, é só a minha opinião e respeito a sua e aos que pensam diferente.
    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Não há nenhuma evidência de vida após a morte. Prefiro a verdade do que uma ilusão consoladora.

    ResponderExcluir
  19. Isso NINGUÉM sabe, e nunca NINGUÉM vai saber.
    NINGUÉM voltou de lá e disse como era.
    Nós temos vários profetas e filósofos no mundo todo que dizem como é o lado de lá, você pode acreditar em algum deles, em nada vai mudar o universo, apenas o seu universo subjetivo.
    Acredito que ainda que difícil seja aceitar nossa condição, devemos ser objetivos, e partir da lógica e da informação que dispomos, a morte é sim o fim. Não só para nós, como para todos os seres vivos.
    A vida é uma consequência e não um fim.
    E fique tranquila, quando morrer, você vai para o mesmo lugar que estava antes de nascer.

    ResponderExcluir
  20. Olha isso eh um assunto q nao da pra ser discutido pelo fato de ser extremamente grande e de dificil aceitaçao para todos.
    Mas eu sendo ateu eh dificil gostaria mas nao consigo acreditar em livros e coisas q o homem escreveu dizendo ser de um ser maior
    eu mesmo poderia escrever durante horas e horas mas mesmo assim muitos nao entenderiam meu ponto de vista, isto eh dizem por ai q quem nao quer aceitar outras opinioes eh igual parede e descutir com parede nao leva ninguem a lugar nenhum
    o unico jeito eh viver a vida com q nos fazem felizes e esperar pra ver oq vai dar :D
    abraço

    ResponderExcluir
  21. Pela lógica do nada se perde, tudo se transforma, então quando morremos viramos cinzas ou comida de vermes e insetos, e por aí acaba ! O que vale é o legado que uma pessoa deixa, as suas ações, sejam boas ou más, é que ficarão na memória das pessoas que o conheceram, o importante na vida não é pensar em pós morte e sim fazer o melhor possível durante a vida para que seja bem lembrado pelas pessoas que te conheceram.

    ResponderExcluir
  22. ha mais segredos entre o ceu e a terra doque nossa vã filosofia é capaz de imaginar
    mas acreditar que tudo termina seria uma blasfemia diante da perfeição e sincronia com que as coisas no universo funcionam
    temos bilhões de anos luz para conhecer seria muito triste vivermos só o suficiente pra mal conhecer a terra
    e o amor então
    um milhão de anos é pouco para vivermos ao lado dos que amamos
    no meu caso minha familia toda e alguns bons amigos
    fique com Deus e mantenha a filosofia da razão e da logica ela explica tudo

    ResponderExcluir
  23. Querido Douglas!
    Muito interessante tua reflexão.
    E realmente, o universo com seus mistérios é tão mais superior do que nosso mínimo conhecimento a respeito de todos estes fenômenos.
    Obrigada pelo complemento ao nosso texto.

    ResponderExcluir
  24. oi anômimo.
    Realmente, independente de qualquer convicção sobre o futuro ou nosso "depois", o que é mais importante é viver nosso presente em plenitude e baseado nos princípios do amor, fraternidade e respeito.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  25. Querido Yuri.
    Que bom teu comentário.
    Por experiência pessoal tenho encontrado pessoas que se dizem atheus mas que na prática são os mais
    praticantes da tolerância, compreensão, compaixão, sensibilidade e amor, do que os ditos crentes de alguma filosofia religiosa.
    Tenho certeza que seria muito enriquecedor debater este tema contigo.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  26. Oi Magera!
    Obrigada pela sua contribuição.
    O que enriquece nossa existência é justamente esta pluralidade de pensamentos e argumentações.
    E na realidade minha maior preocupação não está no "depois", mas sim num agora pleno e dignamente vivido.
    Um grande abraço e fique a vontade para te expressar neste espaço.

    ResponderExcluir
  27. Oi Anônimo.
    Seu comentário é muito importante porque reflete a maneira de pensar de muitas pessoas.
    E todos temos a liberdade para expressarmos nossa forma de pensar e sentir.
    Pois uma das belezas da vida é conviver com este desafio das contradições e busca de nossas crenças pessoais.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  28. Oi Paulo.
    Obrigada pela visita e por teres aprovado nosso ponto de vista.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  29. Olá William, que bom que expressastes tua forma de pensar, ressaltando que respeita a nossa.
    Como você também não acredito em inferno em chamas, etc.
    Penso que devemos descobrir "nossas" crenças a partir de nossa experiência e sentimentos. Tudo o que é acreditado por outras pessoas é um conclusão parcial e pessoal, resultado de sua própria experiência de vida.
    Como já afirmei anteriormente, o que importa é a maneira respeitosa, tolerante e amorosa com que tratamos nossos semelhantes.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  30. MUITO BOM SEU POST PARABÉNS!!!!!

    QUERIA CONVIDA-LO A DIVULGAR SEUS LINKS

    AQUI NO DONDRAS


    DONDRAS.BLOGSPOT.COM

    E AUMENTE SUAS VISITAS!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  31. Olá! Bem interessante seu texto, apesar de acreditar no total oposto ao que você escreveu. Não creio que as coisas continuem depois daqui. Isso tudo foi feito para que às pessoas tenham um conforto, não tenham o nosso tradicional medo do desconhecido. Afinal, ninguém nunca voltou pra contar como é o outro lado, portanto não há provas de uma "vida após a morte". Temos apenas o que as religiões pregam e a fé de cada um em acreditar no que achar mais conveniente para dar suporte no momento de ir.

    ResponderExcluir
  32. Se tudo acaba com a morte? Para a pessoa que morreu, sim. Entretanto para o resto do universo permanece quase que inalterado. Em outros termos, independente de quem morra na Terra, nada acontecerá em Jupiter, Venus, ou em outras estrelas/planetas/galáxias.
    Também pode pensar como na história do gato de Schrödinger: se não se tem conhecimento do que acontece, então nada se pode afirmar. Para saber o que acontece, é necessário interagir com o meio. Se você está morto, não consegue interagir, logo, para a pessoa morta, o mundo é uma incógnita, devido a não conhecer o que acontece nele.
    Espero não ter sido muito confuso. E também não prefiro não falar de coisas como almas, espíritos, deuses(sim, deuses, pois a religião católica não é única com Deus), etc., que não pode provar a existência. Além disso, é um assunto muito polêmico que os religiosos não conseguem ver o ponto de vista dos outros.

    ResponderExcluir
  33. Oi Ale!
    Que bom contar com teu comentário.
    Minhas conclusões se basearam em minha observação e realidade experimentada.
    E acredito que qualquer pessoa que avalie sua vida e experiências de forma positiva, evitando o aniquilamento, estará encontrando sua própria verdade.E esta é que será importante, independente do que venha a acontecer depois.
    Obrigada pelaparticipação, e um grande abraço.

    ResponderExcluir
  34. Sou cético, acredito que não tem como tirar conclusões em relação a esse assunto, mas também não duvido de nada.
    No entanto, acho que a resposta para essa questão é indiferente, como já falaram aí em cima o mais importante é viver o presente.
    Quanto a escolha do "bem" ou do "mal", a partir do momento em que as pessoas perceberem que o bem se dá pelo próprio bem, que é uma escolha racional, que foi aprendida pelos nossos ancestrais e que em linhas gerais é melhor que o "mal" não precisarão mais amedrontar as pessoas com um lugar cheio de chamas com um ser chifrudo com uma lança.

    ResponderExcluir
  35. Olá Anônimo.
    Neste espaço podes expressar tuas posições sem receio,porque não temos a ambição de catequizar ou convencer ninguém.
    Muitas das religiões possuem suas próprias verdades, que respeitamos, mas que muitas vezes não harmonizam com uma ou outra forma de pensar e sentir de algumas pessoas. E o respeito, a compaixão e a consideração são essenciais, e caso não estejam presentes, então o discurso deve estar um pouco desconectado da realidade.
    Abraços carinhosos.

    ResponderExcluir
  36. Oi Anderson.
    É muito importante tua abordagem.
    Pois não seria bom, genuíno, e autêntico mover nossas atitudes de compaixão e amor por medo de fogueiras e castigos....Meu Deus ou Ser superior é puro a amor. E acredito que castigo, punição e fogueiras, como aconteceram na santa inquisição, são frutos da mentalidade humana e não divina.
    Um grande braço e estejas a vontade para se expressar em nosso espaço.

    ResponderExcluir
  37. que absurdo tu comparando a mudança de estado fisico com a morte, que é a falencia de celulas tecidos orgaos, sistemas
    e NAO nao ha vida apos a morte

    ResponderExcluir
  38. Anônimo, esta é a proposta! De que cada um apresente suas teorias e pensamentos sobres este temas, para que todos possamos refletir a este respeito.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  39. Olá, primeiramente adorei seu post. Acho que esse assunto é verdadeiro enigma e polêmico, cada um na verdade tem sua concepção. Eu creio em muitas coisas que vc colocou aqui, e tbm acredito muito no espiritismo, e pelo que eu conheço sobre espiritismo se encaixa muito com que vc colocou.
    Pois o espiritismo tem a filosofia da reencarnação, sobre a vida estar sempre em um ciclo, metamorfoses. Sem hesitar sobre a vida após a morte. Onde nossos corpos são desencarnados e nossa alma que percorre para um outro plano espiritual, dependendo da sua passagem aqui na terra poderá passar pelo umbral, nas colônias ou até mesmo vagando na terra. Eu lhe convido a ler algumas literaturas espíritas como: violetas nas janelas, nosso lar, vivendo no mundo dos espíritos, ou até mesmo ler a bíblia que fala sobre a doutrina espíritas...adoro ler os livros da zibia gaspareto. Ultima mente eu passei acreditar nessa filosofia, mais respeito no em tanto as outras concepções, o importante e ter fé e esperança, pois acredite que nada nessa vida é em vão! Beijo td de bom :D

    ResponderExcluir
  40. eu acho que acaba sim, a comparaçao que tu devia ter feito era para onde vai nossa "alma",se nada se perde?.nao vai pra lugar nenhum pois nao existe,e como uma ideia,se tu morrer com ela sem ter falado para ninguem ,entao essa ideia nunca existiu.
    eu te pergunto para onde vai a informaçao do computador quando e deletada?se nada se perde?para lugar nenhum porque na verdade ela nao existe.sem uma pessoa pra disser que existe ela nao existe.

    ResponderExcluir
  41. Grande texto, idéias super coesas e pertinentes!!!
    É importante desmitificar a morte.
    É um fato triste, mas natural e TODOS vamos passar por isso um dia!!!
    Trabalhei 12 anos em UTI, devo ter visto umas 100 pessoas na hora H da morte. Acredite, por mais feio que seja a cena(sangue e etc..), há algo sagrado alí.

    Vc tocou em um ponto crucial: Na vida a UNICA coisa que temos é o PRESENTE.
    Só temos de real mesmo cada segundo que vivemos.
    O resto passou e o que há por vir nem existe ainda!!!
    Louco, né!!
    Acredito que a existencia do nosso EU é eterna!
    E deixar um corpo material faz parte dessa existencia eterna.
    Ass: Fabi

    ResponderExcluir
  42. a unica coisa q existe após a morte eo cheiro de carne podre do seu corpo morto.

    ResponderExcluir
  43. sou ateu e creio que a morte é igual ao infinito do universo, algo incompreensível para nós.
    Todos nossos sentimentos e memórias devem acabar, mas não 'acabar' em um sentido ruim. Simplesmente deixar de existir, pois todas as ligações de seu cérebro acabarão, algo por aí.

    Mas acho que ninguém deve preocupar com a morte, é algo que não tem como lutar contra. Já a Vida podemos lutar e batalhar para ela ser melhor, no meu caso, acho que vale a pena lutar por felicidade.

    ResponderExcluir
  44. A energia prevalece na Natureza, mas não em estado consciente. Acho que em vez de ficar pensando em morte, viva a vida, como se não houvesse nada depois, é melhor.

    ResponderExcluir
  45. Somos passageiros dessa nave chamada Terra, aqui nascemos, crescemos, reproduzimos, envelhecemos e devemos partir, simples como a água do oceano se transforma em nuvens e viaja para longe dali matar a sede de toda árvore e todo animal. A água se entrega sem questionar, a árvore frutifica, mas não para sempre, tem o dia de murchar e morrer. Seus frutos fizeram outros viverem.

    Não somos eternos, nem poderia ser diferente, pois somos água como o mundo é, somos animais vacilantes, violentos, temos inteligência, guerras e religiões. Somos os animais que pensamos ser.

    A imensidão do Universo deveria-nos bastar para sabermos de nossa pequenez, mas simplesmente não aceitamos a simplicidade da morte, queremos viver para sempre. Mas simplesmente não precisamos viver para sempre. Só isso.

    ResponderExcluir
  46. sabe, ha alguns dias eu venho tendo uns pensamento desse gênero, mas não existe pessoas com quem eu possa conversar sobre esse assunto e quando nos fazemos esses tipo de perguntas como o q somos e pra onde e por que viemos, precisamos de alguém pra desabafar, mas no meu caso só ha religiosos e pessoas sem entendimento para tal assunto. e encontrei vc com um assunto que vem me xamando atenção. e seu texto está ótimo gostaria de poder falar mais.(franknaldo1@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  47. eu vou sempre acreditar que existe vida após a morte e que concerteza eles estão em um lugar bem melhor do que a gente... O texto ficou muito bom aliás, parabéns :)

    ResponderExcluir
  48. sou espirita kardecista e acredito mtu que estamos em constante transformaçao buscando o aperfeiçoamento e evoluçao do nosso espirito nada se perde tudo se transforma tenho 17 anos e amei o seu post voce e mtu inteligente parabens amei
    ass:lorrayne

    ResponderExcluir
  49. Sou ateu e acho ridículo falar que depois que morre é levado pro céu. Se morre, acaba, simples.

    ResponderExcluir
  50. Pedem provas... eles têm provas, só que não se lembram delas.

    ResponderExcluir
  51. Oi Hedgar.
    Obrigada pelos elogios e pelo convite.
    Abraços

    ResponderExcluir
  52. Oi Anonimo.
    Obrigada pelas dicas literárias e pelo extenso comentário que ajuda a todos nós nestas reflexões.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  53. Olá Lauro.
    É muito importante o que dizes.
    Eu mesma já me fiz estas perguntas muitas vezes e cheguei a conclusão de que o fato de não vermos alguma coisa não significa que não existe.
    Por exemplo, nós não enchergamos as freqüência de ondas que circulam pelos ambientes e que permitem que ao ligar meu rádio possa sintonizar a informação que me chega de forma invisível.
    Ou dizer que Londres não existe porque não posso vê-la.
    Quanto ao conteúdo deletado do computador, por exemplo, algum especialista ou haquer eu acredito que podem recuperá-lo, pois deve sim estar em algum lugar, apenas não vemos.
    Mas agradeço tua participação e te mando um grande abraço.

    ResponderExcluir
  54. A/O colega ali de cima fez um resumão legal sobre o que eu penso.

    "A vida não teria sentido se não se transformasse em algo. Mesmo que este algo esteja muito longe da nossa compreensão."

    ResponderExcluir
  55. Oi Fabi!
    Muito linda a tua declaração.
    O que demonstra que esta percepção varia muito de pessoa para pessoa.
    Mas quando temos experiências como as tuas pode perceber este q de sagrado que não é visto mas sentido.
    Um grande abraço e obrigada por tua rica participação.

    ResponderExcluir
  56. Anônimo, o cheiro da carne podre depois da morte também é uma realidade. Mas acredito que seja apenas uma parcela desta realidade.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  57. Olá Anonimo, concordo com você que devemos lutar por nossa felicidade e viver a vida em sua plenitude.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  58. Oi Anonimo! Realmente é importante viver a vida e não ficar somente pensando na morte.
    Mas se considerarmos que uma morte pode ser simplesmente o fim de algo para o nascimento de outra realidade,então estaremos pensando na vida.
    Seria algo como aceitarmos a morte de nossa realidade em ter 15 anos por exemplo, para o inicio de nossa vida aos 16 anos.É só uma evolução.
    Um abraço e obrigada pela participação.

    ResponderExcluir
  59. Oi Mau!
    Muito linda a tua exposição de idéias e com conteúdo suficiente para muita reflexão.
    Obrigada pelo comentário e um grande abraço.

    ResponderExcluir
  60. Olá Frankinaldo!
    Que bom que encontrastes em nosso espaço um local para o acolhimento de teus questionamentos.
    Assim que possível contataremos com você.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  61. Obrigada pelos parabéns Anonimo. E é bem possível que estas pessoas estejam em um bom lugar, mas nós também estamos.
    E se sentimos que não estamos numa boa, então precisamos encontrar uma forma de melhorar nosso momento aqui e agora.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  62. Lorrayne, minha fofa.
    Que bom sentir teu entusiasmo.
    E saber que gostastes tanto desta abordagem.
    ficamos muito contentes com teus elogios e agradecemos.
    Um beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  63. Oi Anonimo!
    Eu também não penso que quem morre vai para o Céu.
    Esta seria uma forma muito limitadora para apreciarmos a imensidão do universo.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  64. É Diego, se tivéssemos todas as provas ou nos lembrace, a vida ficaria muito chata sem tantos mistérios e questionamentos existenciais.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  65. Olá Rock!
    Seja bem vindo a nossa reflexão e obrigada pelos comentários simples e claros.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  66. Acredito na vida após a morte como diz a palavra de Deus (Bíblia) I CORINTIOS 15 DO VERSÍCULO 13 AO 19 o Apóstolo Paulo fala com clareza sobre esse assunto. Fiquem com Deus!!!

    ResponderExcluir
  67. Querido Nestor!
    Que bom teres esta convicção.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  68. Bem, na MORTE ao qual nos referimos não há nada de TRANSFORMAÇÃO.
    Tudo bem que a matéria se transforma, mas eu ou você não.
    Não estou me referindo à matéria.
    Nós somos únicos e mesmo que a nossa matéria se transforme após a morte, você nunca mais terá consciência sobre você mesma.
    "Tudo ou todos" tem um fim um dia. Isso é reconfortante e belo...

    ResponderExcluir
  69. Edilea Teixeira Bártolo20 de junho de 2012 12:08

    Para quem já passou pela experiência de "viver" entre a vida e a morte, e teve a oportunidade de conhecer um pouco do outro lado, ter um "contato direto" com Deus e com o mal, podendo escolher se quer ir para Céu ou o Inferno (Purgatório, sei lá), outro mundo, outro Planeta, chamemos do que for, como eu passei, sabe que não o morrer em si que preocupa ou desespera, e sim, primeiro, conhecer o motivo real daquela situação toda : "Por que estou aqui...", segundo, a consequência do motivo: "Ir para um lugar de Luz ou um lugar escuro, desconhecido, tendo como entrada um "túnel do tempo", quadrado e escuro, amedrontador só de pensar no que pode haver do outro lado. Imediatamente imaginamos o pior. Terceiro, o estado físico em que nos encontramos, sentindo algo extremamente desconfortável, sufocante, falta de ar que desespera. Nesses momentos, eu ao menos,nem pensava se iria morrer ou não, só em sair daquele estado horrível e desconfortante. Nem os aparelhos me incomodavam, já estasva acostumada a eles. Tanto que concordei imediatamente com "Oração de Benção" -"Extrema Unção" - do Padre. sentía-me preparada para morrer...até ver á uz de um lado e oo tal "túnel do outro". Agradeço a Deus por ter-me pertido escolher: viver plenamente com novas oportunidades, ou morrer, literalemnte falando, não na morte física como a conhecemos, na morte para um mundo desconhecido e obscuro.

    ResponderExcluir
  70. Edilea Teixeira Bártolo20 de junho de 2012 12:14

    Analisemos cada um nossos pensamentos e palavras. Não devemos desistir jamais da vida, esteja ela como for. Analisemo-nos num todo e procuremos, cada qual à sua maneira as melhores soluções paras nossso dia a dia, sem nos importarmos com ritos e normas da sociedade ou igreja. Sigamos sempre as Cartar de Deus para Jó: "Filho, sejam felizes, não se importando com ritos e normas...". Lembremo-nos: não somos feitos de matéria e sim do AMOR de DEUS: cuideos uns dos outros, afinmal somos todos irmãos, FILHOS DE UM SÓ PAI: DEUS

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós.
Participe.