quinta-feira, 17 de março de 2011

TSUNAMI x ACIDENTE NUCLEAR. Qual é mesmo o valor de nossa existência?

Estou perplexa, mas não surpresa com as últimas noticias que nos chegam do Japão.

Fico pensando e me perguntando se aquele povo, aquelas pessoas, e tantas outras vitimas destas últimas catástrofes, tiveram alguma vez na vida imaginado aquilo pelo qual estão passando  e o que ainda terão que enfrentar?

Penso que seja inimaginável!

Possivelmente estavam levando suas vidas de forma normal e automática, com correrias, stress, cobranças, discussões, queixas, alegrias, comemorações, dividas, etc... E creio que no mais remoto de  seus pesadelos não  tenham podido sequer imaginar 1% do que teriam que experimentar, ver ou  sentir. 

Ainda que saibamos que o povo Japonês tem uma visão mais compreensiva a respeito dos acontecimentos, mesmo assim é surpreendente e chocante.

Quantas destas pessoas estariam, na véspera, apreciando o mundo a sua volta, reconhecendo seu cotidiano. Dando o valor da vida que estavam levando, a importância das pessoas próximas, o milagre da vida e da natureza? 

Será que estavam se permitindo tempo para isso? 

Para amar, apreciar, observar... Ou correndo sempre com pressa e atrás de sonhos, que hoje lhes parecem necessidades e ambições sem nenhum SENTIDO e REAL valor ?

O passado, o ontem, são historias! 

O hoje é a realidade, o que verdadeiramente temos e precisamos para viver, experimentar e sentir. 
O amanhã é uma criança ainda por nascer e que mesmo sabendo que ela ha de vir, é uma completa desconhecida.

A minha solidariedade com o povo japonês é imensurável, é FORTE meu desejo de que superem estes momentos da maneira mais positiva possível.

Mas me pergunto!  Deve ter alguma razão para que as coisas aconteçam? 

Não podem ser puro acaso!  Qual o sentido de tudo isto? 

Qual a mensagem que estamos recebendo e precisamos decodificar?

Porque desta vez a tragédia ficou tão mais próxima de todos nós pelas implicações e riscos de um acidente nuclear? 

AQUELE fenômeno que o homem em sua soberba pensou que poderia controlar e dominar escapa assustadoramente DO CONTROLE!

Algumas pessoas acreditam que o fim do mundo está próximo.  Estará?  

E este fim será a aniquilação total da terra e do planeta, ou da forma como os seres humanos pensam e se relacionam com a vida? 

Afinal podemos amanhecer e descobrir que perdemos nosso crescimento econômico, nossa credibilidade mundial, nosso reconhecimento mundial como potência, e até a inveja de sermos mais evoluídos, ricos, países do primeiro mundo?

O status passa, mas a realidade fica!

E esta realidade vai nos afetar diretamente sem sombra de duvidas. 

Como ficará a economia do Japão, e a mundial? 

Nossos valores foram tão deturpados ao longo dos anos que nos preocupa mais o impacto econômico do que o humano.

Temos muito que pensar e aprender.

Afinal? Qual é mesmo o valor de nossa existência?

Somos o que sentimos e precisamos ou o que os outros e a sociedade desejam?

Autora: A Luz e a Sombra

4 comentários:

  1. Excelente reflexão Luz. A que nós damos valor? O que vira a seguir? E suas consequencias para cada um de nós? São perguntas para as quais o futuro próximo prepara respostas. E principalmente o que vamos tirar de aprendizagem destes fatos, se tornará a humanidade mais unida de fato, ou toda esta ajuda direcionada para o Japão não passa de um novo meio de determinados países exercerem sua força sobre eles. Só o futuro dirá!
    GRANDE abraço,

    ResponderExcluir
  2. Oi Ademar,é verdade. Não sabemos como as coisas se encaminharão, mas o que esta acontecendo é de tamanha gravidade que precisamos parar para refletir. Grande abraço e parabéns pelo sucesso e importância do seu Blog.

    ResponderExcluir
  3. Olá Andréa querida,
    Vou escrever baseada em algo que escutei esses dias e que me fez pensar muito, talvez até, tentando encontrar algumas respostas para perguntas como as suas...
    Tragédias sempre existiram e sempre existirão. SEMPRE! O que acontece é que estamos on line! As informações nos chegam em tempo real e quase podemos viver as tragédias junto com suas vítimas. Ficamos tocados e nos perguntando o "por quê?" disso ou daquilo.
    Acredito, num plano maior, que tudo acontece em seu tempo e com algum propósito. Os tsunamis, as inundações, os furacões , etc... só nos fazem ver o quanto somos pequenos diante das forças da natureza e vida. Por outro lado, os seus estragos, nos mostram que podemos ser GIGANTES se deixarmos aflorar o nosso verdadeiro lado humano. Os japoneses têm nos mostrado grande exemplo de dignidade, força e solidariedade. Para eles, o importante não é apenas reconstruir as próprias casas, mas toda uma nação e seu espírito. E isso, se tido como exemplo para o mundo, serve para que cada um de nós pense e reflita que enquanto estamos no aconchego de nossos lares, reclamando da marca do refrigerante ou do corte de cabelo, enquanto corremos para o quarto para chorar a briga com o namorado, marido, filho... pessoas, no mesmo momento, choram as suas perdas, mas ainda assim, levantam , arregaçam as mangas e partem para a reconstrução.
    Assim é a vida e assim ela sempre será!
    O que mudou é apenas a velocidade da informação...
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir
  4. Oi Jackie.
    Adorei teu comentário. Ele vem bem de encontro ao objetivo de todas as minhas questões.
    Fizestes uma abordagem profunda sobre o tema e ainda salientastes, com muita propriedade, o fantástico exemplo deste povo.
    E que exemplo eles realmente estão dando para o mundo!
    Mostrando claramente como é viver em comunidade.
    E teu comentário também me reportou a historia de uma pessoa que conheci. Ela, herdeira de uma grande fortuna, mas sem acesso ao dinheiro que estava todo aplicado. Estava até passando certa necessidade. À noite, sonhou que estava em um belíssimo iate com a calefação quebrada e o frio era intenso. Para abrigar-se do frio acendeu uma fogueira no desk. Então despertou.
    Esta foi uma belíssima ilustração sobre as pessoas, que ao contrario do povo Japonês, buscam soluções pessoais e egoístas para seus problemas e acabam sendo destruídas por terem adotado tal atitude. Se ela não tivesse acordado, certamente veríamos o iate em chamas e todos os passageiros mortos, inclusive ela.
    Um grande abraço Jackie e obrigada por teu lindo comentário.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós.
Participe.