sábado, 12 de março de 2011

O MUNDO ESTA ACABANDO? OU É SÓ BURRICE HUMANA?

É surpreendente imaginar que as pessoas estejam assustadas e sobressaltadas com o que esta acontecendo pelo mundo! É algo tão simples, que até Nostradamus e outros pensadores com sensibilidade e clarividência, puderam visualizar, em suas viagens pelo tempo, tudo o que esta acontecendo nos dias de hoje.

E as pessoas ainda esperam por profetas para predizer seu futuro!

Mas nem precisaríamos deles para nos dizer que estamos instigando a destruição de nosso patrimônio, a terra!

É como se tivéssemos uma fortuna e a estivéssemos dilapidando com desperdício e grandes orgias econômicas e de consumo.


Acho até que a população, seus dirigente e principalmente quem controla economicamente o planeta, ainda acredita que pode deixar alguma coisa para seus descendentes! Isto é uma piada, não é?

Pura fantasia! E falta de senso de realidade!

E depois os loucos somos nós!

Até uma criança sabe que quando a bexiga esta cheia tem que fazer pipi e colocar para fora o que esta desequilibrando seu organismo.

Ou que quando trancamos a respiração temos que reagir ativamente para buscar o ar!

Se faltar energia, não nos movemos; e se faltar água, morremos!

O próprio Nostradamus já sabia que o homem tem vocação para a burrice, e que carrega em seus ombros mais do que precisa para consumir por toda uma vida. Então, acumular para que? Para ser enterrado com sua abastança?


O planeta esta nos propondo uma reflexão e nos desafiando a resgatar os sentimentos mais puros da humanidade: a solidariedade e a compaixão com o próximo. E nem é preciso Jesus Cristo para nos lembrar destes simples ensinamentos! Basta estar presente e ao lado das pessoas que estão sofrendo, que nossa compaixão desperta!

Não tem sido assim, com os tsunamis, com os terremotos, com as inundações, com as tempestades? Toda a população se compadece e ajuda. Mas por que não ser assim todos os dias? Sem precisarmos das grandes tragédias?

E você? Acredita que estamos chegando ao fim do mundo ou chegando a um profundo questionamento a respeito do egoísmo humano? Para onde estamos realmente caminhando?

Apesar de meus momentos depressivos, ainda acredito que o homem tem vocação para a bondade e o amor. Esta ainda é minha esperança!


Ou estarei sendo muito crítrica?

Autora: A luz e a sombra, em um dia de luz.


12 comentários:

  1. Você está certissima! Todo o ser é essencialmente bom! O que faz com que mudemos nosso agir é a ação do meio sobre nós. Nos é infundido diariamente que a felicidade está em 'possuir', muitas vezes coisas que simplesmente não desejamos, não fazemos questão. Porém a sede de 'status', de se mostrar superior a teu próximo faz isso conosco e somos condicionados a isso deste nossa primeira infancia! É preciso que nos libertemos de tais amarras para encontrar a paz conosco mesmos, e a partir daí com nosso semelhante somente quando formos capazes de agir assim essas 'uniões', que vejo com maus olhos, pois são artificiais, se tornarão uma constante entre os seres.
    GRANDE texto e para você um GRANDE abraço,

    ResponderExcluir
  2. Ademar,
    Belíssima reflexão sobre o texto, o que me honra, e amplia com generosidade a questão do sentimento de "posse" das pessoas. E enquanto acreditarmos que o planeta nos pertence, e que podemos fazer o que bem entendermos com ele, mais o estaremos perdendo através da força da natureza. E com ele, perdendo tudo o que amamos.
    Obrigada pelo GRANDE comentário e para você um GRANDE abraço também.

    ResponderExcluir
  3. É a mesma coisa que vc só lembrar de consertar o telhado, quando a chuva alaga dentro da sua casa. O mundo esta assim, satisfação plena, 24 horas. E muita correria só pra isto.

    De vez em quando, pra ajudar o outro, dão uma parada, mas, depois, com se estivessem dopados, enfeitiçados, continuam do mesmo jeito.

    Será que a humanidade tem jeito?

    ResponderExcluir
  4. Acrescentemos que as guerras têm o mesmo efeito destruidor do património, num faz / desfaz constante,como se fosse uma brincadeira de menin os construindo castelos de areia da praia.
    Somos uma minúscula parte desse elefante sem cabeça, a natureza, que apenas reage, e não pensa.
    Analfabetos e Intelectuais decadentes em que o poder lhes sobe à cabeça, de tanta energia produzida por uma superioridade bacôca, expelem seu veneno destruindo tudo.
    Qual a diferença?
    Um belo texto
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Estórias,
    é bem por aí que as pessoas agem. Mas ainda acredito que tem como modificar este comportamento. Nossa atitude pode parecer insignificante, mas faz a diferença e pode servir como inspiração.
    Obrigada pela visita e comentário.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. João Antônio,
    Tens razão; e a maioria das pessoas ainda não percebeu, que somos apenas uma partícula de pó, mas que fazemos parte e estamos conectados com todo o Universo. Ao maltratarmos a natureza, estamos ferindo a nós mesmos e nos comportando como corpos estranhos a este organismo, e como conseqüência despertando os anticorpos que começam a nos atacar também.
    Obrigada pelo comentário e elogio ao texto.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. A natureza é sábia e responde a cada agressão. Simplemente isso. Sua observação é perfeita. Penso que ainda podemos mudar, mas para isso é preciso que a "consciência" sobreponha aos interesses econômicos.

    Abraço, amigo.

    ResponderExcluir
  8. Oi,
    Andréa,
    belo texto amiga, nos leva a refletir sobre a bondade que todo homem carrega dentro de sí e que aos poucos vai se perdendo, endurecendo, "emburrecendo" conforme o seu caminhar...Muito legal gostei muito do texto. Parabéns. Beijçao no coração, bom domingão e fica com Deus.

    ResponderExcluir
  9. Rodrigo,
    Obrigada pela visita e comentários tão generosos.
    Um abraço amigo e bom domingo.

    ResponderExcluir
  10. Oi Josy,
    Obrigada por teres dado uma passadinha por aqui e com tanto carinho. Que bom que gostou.
    Valeu! E um beijão também em seu coração com muita paz e ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  11. Olá Andréa!
    Eu acredito que o rumo esteja claro para todos, mas os passos ainda perdidos e desordenados. Por mais que se fale em consciência ambiental e respeito para com a vida, ainda acredito que seja preciso despertar a consciência individual de cada...Mesmo acreditando, também, que resida bondade e disposição para as boas ações em cada um, vejo que seria preciso recomeçar do ponto em que todos se perderam para tentar resgatar o que ainda é possível. O mundo dá sinais claros de cansaço e intolerância diante da irresponsabilidade humana e o homem dá sinais claros da sua própria intolerância e desrespeito com o mundo e as pessoas que o cercam.
    Complicada essa equação, não é? Como encontrar esse denominador comum é o grande desafio que precisamos todos enfrentar!
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir
  12. Oi Jackie,
    Que profundo teu comentário. A questão de fato é complexa e são muitos os caminhos escolhidos, dependendo da crença de cada pessoa. As vezes me pergunto se não está na hora, realmente, de acontecerem fenômenos tão intensos e catastróficos para reavaliarmos o que é, e para que serve a vida. A cada dia observamos cada vez menos menos pessoas atentas a uma bela flor, o sorriso de alguém, o farfalhar das asas de alguma ave, uma estrela no céu, um amigo que precisa ser ouvido, um familiar que precisa de apoio e amor, etc. Estamos perdendo as "pequenas" coisas da vida e daí a acontecerem "grandes" coisas para nos despertar.
    Obrigada por teu comentário e tempo dedicado a pensar o mundo junto comigo.
    Um abraço carinhoso.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós.
Participe.