domingo, 20 de fevereiro de 2011

O medo gera insegurança ou a insegurança gera o medo?

Pergunta complicada essa...mas de acordo com os níveis do medo que vão desde ansiedade (amena) até o pavor (intenso), creio que é quase inevitável independente do “tamanho do medo” que a pessoa sinta-se insegura para enfrentar as vezes até as coisas mais banais do dia a dia.
Li várias vezes o parágrafo acima por insegurança, a cada nova leitura mais as coisas se complicam (mas eu teimo em continuar)... esse texto esta tosco... não esta claro... penso que definitivamente não sei me expressar... que droga, eu queria tanto fazer um texto legal para o Blog.
Eu sei que o politicamente correto dos blogueiros escritores seria redigir um texto seguindo a lógica do titulo do mesmo, mas, como não sou nem blogueira, nem escritora e não tenho como meta atrair milhares de seguidores e/ou comentários... farei do meu jeito amador mesmo.
Você deve estar achando que sou louca, mas, você não é o único eu às vezes tenho duvidas também rsrsrsrsrs.
Pelo histórico da minha doença (Síndrome do Pânico) ou por personalidade mesmo não é nada comum eu fazer algo por impulsividade, penso até demais antes de agir; mas nas minhas andanças na internet achei este artigo: “ Quando o medo nos paralisa...muito bem escrito pela Samanta (vale a pena conferir), não resisti a tentação e lá postei um comentário revelando a existência deste Blog que até então era só meu.
Essa atitude de expor a minha doença foi extremamente positiva, mas, tem me gerado uma confusão mental que realmente eu não esperava, a insegurança é grande, mas a minha vontade de continuar é ainda maior, vou continuar errando, acertando e muitas vezes pirando achando que a idéia é loucura.
Essa confusão até agora esta me fazendo agir (duramente) e isso tem sido uma excelente maneira para me auto-analisar e enfrentar meus medos.
Alfred Hitchock um dia disse: “A única forma de me livrar de meus medos é fazer filmes sobre eles”, será que ele se livrou mesmo dos seus medos?
Na dúvida, e como não sei fazer filmes vou continuar tentando este espaço para quem sabe um dia me livrar dos meus.
Me nego a contar quanto tempo levei para apertar o botão "publicar postagem". (risos)

11 comentários:

  1. Olá querida e mais nova amiga virtual (olha como eu sou abusada hehehe )

    Sei exatamente como se sente ao postar, quando comecei, fiz o blog porque estava numa cidade estranha, longe da família e muito só, então resolvi conversar comigo mesma, já que sou tímida e não me enturmo bem logo de cara...
    Mas eis que agora depois de 6 meses de blog, eu pude ver uma mudança imensa no meu comportamento, eu me soltei muito neste mundo virtual e isso me afetou fora do computador, enriquecendo minhas relações e minha maneira de me expressar... Minha mãe diz que não é um Blog, é uma vitória, uma grande conquista !!
    E a toda postagem que faço, fico logo achando que está ruim, que não vão gostar, que me expressei mal, etc etc etc, até vir o primeiro amigo e comentar, aí dá o alívio rsrs
    Acredito sim que muitos de nossos medos precisam ser confrontados, eu que sempre fui tímida e fechada, daquelas que não abrem a boca, literalmente, desde cedo resolvi me testar e entrei pro ramo de vendas, assim fui obrigada a me comunicar, mas confesso que hoje, 15 anos depois eu ainda fico sem graça em vender, mas sem dúvidas esta atitude foi imprescindível para meu crescimento, só Deus sabe como eu estaria hoje se tivesse me acomodado no meu comportamento.
    Sei que seu caso é diferente e que requer cuidados especiais, mas o que eu quis mostrar é que isso pode ser uma ótima ferramenta para lhe auxiliar, distrair e porque não, fazer novas amizades e se sentir mais segura no Mundo :)
    Muitos beijos !!!
    (pra quem não falava, você notou a mudança né hihihi )
    Agradeço imensamente ter citado meu texto, é uma honra para mim ver que o que expressei direto do meu coração, atingiu outro coração !!

    ResponderExcluir
  2. Oi Samanta.
    Você percebeu que eu estou penando mas tentando né rsrsrs.
    Quanto ao link que coloquei foi para expressar a verdade de como eu cheguei até aqui, e querendo ou não você já está marcada como a responsável de uma mudança que tudo indica que foi para melhor e o seu carinhoso acolhimento só me dá forças para continuar.
    É verdade... fui atingida no coração, e eu é tenho que lhe agradecer.
    O universo sempre conspira para encontrarmos pessoas certas na hora certa.
    Obrigada a você e ao universo.
    Um beijão.

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga, depois que li seu texto fiquei pensando imagine quando essa menina perder o medo, rsrsr. Amiga uma pitada de medo todos temos na questão postar um artigo, mas como disse a nossa amiga Samanta ai vem o primeiro amigo e deixar aquele comentário e diz: Eu gostei, meus parabéns!! Se Alfred Hitchock, disse: “A única forma de me livrar de meus medos é fazer filmes sobre eles”, Você não pode fazer filmes,mas pode postar artigos. Parabens

    Te desejo uma bela noite!!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi amiga.
    Nossa... só tenho a agradecer a sua força, assim meu ego vai as alturas rsrsrsr, tendo você e a Samanta a apoiar a minha luta é tudo de bom.
    Olha como sou abençoada...
    Espero que você esteja certa e eu venha um dia a postar com qualidade, naturalidade e com segurança.
    Obrigada pelos elogios.
    Um beijão.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Andrea, que bom te ver no Vivendo pela palavra, seja bem-vinda!!!Te desejo um belo dia

    ResponderExcluir
  6. E a Irismar está coberta de razão Andréa, ficou muito bom o artigo e não fugiu do titulo não. E a Samanta é incrivel também, pelo visto ela nos trouxe um novo talento. Nossos medos devem nos ajudar a refletir e tomar cuidado nas nossas escolhas, mas nunca ditar nossos caminhos, é saudável te-los, mas não ser escravizados por ele, e você a cada dia está melhorando, está vencendo! É isso que importa e é nisso que deve se apegar. Um grande abraço menina tudo de bom pra ti!

    ResponderExcluir
  7. Oi Ademar.
    Obrigada pela sua visita e por suas palavras.
    Cá entre nós... com esse seleto time de amigos que me apóiam eu vou longe (risos).
    Mas falando sério, a cada comentário que leio vem junto uma carga imensa de boas energias que estão me fazendo superar uma fase bem difícil de maneira mais tranquila, você tem razão quando diz que estou melhorando, os problemas e medos continuam os mesmos o que esta mudando é a minha forma de encara-los, este espaço e o apoio que tenho recebido tem sido fundamentais nessa minha luta.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Olá Andréa, nós do Agregaqui mandamos nossos agradecimentos por e-mail, porém gostaria de parabenizá-la aqui mesmo em teu blog.

    Gostei deste cantinho, rsrsrsrs, seja bem-vinda ao mundo dos blogueiros espero colocar muitos links seus no site, fico feliz em saber que tenho companhia no medo, rsrsrsrs, já escrevi sobre o assunto em meu blog, não deixa de ser interessante, não é mesmo?

    Gostaria de convidá-la a visitar um blog que considero um cantonho de amigos super chegados e você com certeza já trouxe esta energi, então será muito bem-vinda, se quiser fazer parte como autora será muito bom.

    O nosso endereço é:
    http://riosolares.blogspot.com/

    Este não é um blog comum, é uma casa de confraternização entre amigos blogueiros e gostaria muito de tê-la por perto.

    Beijos querida!

    ResponderExcluir
  9. Oi Dani.
    O Blog esta maluco!!!, eu havia publicado este comentário e ele sumiu, agora como que por encanto apareceu, que bom.
    Legal que você gostou do meu singelo cantinho, e eu também espero colocar muitos links no Agregaqui, gostei de lá também.
    Será que entendi bem? Eu fazer parte como autora no Rios Solares? Confesso que fiquei lisonjeada e assustada rsrsrsr, o time de vocês é nota 10 e eu apenas estou engatinhando com "as letras", mas é claro que ficarei sempre por perto pode apostar... Obrigada pelo convite e parabéns pelo projeto do Blog, confraternização com amigos é sempre um alimento para a alma, sucesso para vocês.
    Um beijão.

    ResponderExcluir
  10. Continue escrevendo, falando dos seus medos e coragem, que em breve você se livrará dessa síndrome para adquirir outra a Síndrome do Blogueiro Maluco. Essa é a síndrome de quem não fica sem ler os blogues dos amigos, inimigos ou nada disso e posta tudo o que escreve e escreve tudo o que quer.

    ResponderExcluir
  11. Oi Manoel.
    Gostei... Será que se eu seguir seus conselhos eu vou adquirir a Síndrome do Blogueiro Maluco? Eu queroooo. rsrrsrsrrs.
    Obrigada pela visita e pela força.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós.
Participe.